Paralisação Temporária

É a possibilidade de o contribuinte paralisar as suas atividades pelo período improrrogável de até 02 (dois) anos, hipótese em que a inscrição fica inativa para todos os efeitos legais e o contribuinte fica dispensado temporariamente da apresentação de documentos, relatórios e demais obrigações acessórias. Nesse caso, os sócios ficam como fiéis depositários dos livros e documentos fiscais, que podem ser exigidos a qualquer momento para realização de auditorias.

Abaixo estão as informações, procedimentos e documentos exigidos para cada tipo de serviço:

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.